13 - out

Quantos milhões cabem em uma edição?

Serei breve na introdução de hoje, pois foco total nas notícias. Modéstia a parte, essa edição esta com uma curadoria especialíssima. Boa leitura e boa semana!

SHARE
facebook fora do ar

🏃🏽Mark deve estar precisando de férias

A última semana começou caótica com Facebook, Instagram e Whatsapp fora do ar. Assim como você, o mundo todo ficou sem os apps durante 7 horas na segunda-feira e claro, que além dos milhões perdidos por Mark Zuckerberg, houve muita especulação em cima do acontecimento.

Fato é que um dia antes, no domingo, Frances Haugen, ex funcionária do Facebook revelou sua identidade diante das acusações prévias que havia feito. A cientista de dados antes de deixar o Facebook baixou milhares de pesquisas internas que evidenciaram o quanto a empresa não estava disposta a investir o suficiente para evitar que o Facebook fosse um lugar perigoso.

Há pelo menos oito queixas na Comissão de Segurança americana apontando discrepância entre as pesquisas e as declarações públicas da empresa quanto a discurso de ódio e saúde mental. Na terça-feira, 05, Haugen prestou depoimento ao Senado afirmando que o Facebook priorizou o "crescimento em detrimento da segurança" dos usuários. E ainda comparou a questão com a indústria tabagista "quando percebemos que as empresas de tabaco estavam escondendo os danos que causavam, o governo tomou uma atitude... Eu imploro que façam o mesmo por aqui".

O Facebook nega veementemente a acusação, afirma que gasta quantias significativas com segurança e ainda completou que os vazamentos não destacam o impacto positivo que a plataforma tem entre as pessoas.

Polêmicas à parte, segundo o vice-presidente de infraestrutura do Facebook, a plataforma passou por alterações de configuração nos roteadores de backdone que coordenavam o tráfego de rede entre os data centers, o que causou a interrupção da comunicação. Em outras palavras: o Facebook não ficou somente fora do ar, ele estava literalmente fora da internet.

Diante da falha, outros apps apresentaram instabilidade devido ao volume de acessos. Além disso, o número de downloads de aplicativos de mensagens cresceu, resta saber se o pessoal migra no dia a dia ou foi apenas uma abstinência de Facebook.

Go deeper: CBS News | Axios | IG | Globo

investimento em startups

🤑Nunca se investiu tanto em startups

Nós já te contamos que os últimos trimestres foram positivos no ecossistema de startups quando falamos sobre volume de investimentos. Quantias que já eram altas ficaram ainda maiores e o terceiro tri de 2021 fechou com o record de US$160 bilhões em investimentos.

Este volume foi dominado pelos grandes fundos que investiram cerca de US$103 bilhões em aproximadamente 400 empresas. Outros US$57 bilhões foram investidos em rodadas abaixo de US$100 milhões distribuídos para mais de 4.700 companhias.

Quando comparados com o mesmo período do ano passado, os valores de 100 milhões ou mais aumentaram 97%, enquanto as rodadas abaixo de US$100 milhões aumentaram 51% frente ao 3ºtri de 2020.

Mas não pense que só houve crescimento nas gigantes, no último ano o financiamento em startups de estágio inicial aumentou 104%, só no último trimestre mais de 1.900 empresas levantaram capital.

Go deeper: Crunchbase

captações e investimentos

🔰Se tem dinheiro no mundo, também tem no Brasil

Essa semana foi repleta de captações com cheques polpudos, destacamos aqui algumas delas:

🔸 A CRM&Bonus, startup especializada em implementar programas e sistemas de giftback, levantou R$280 milhões em sua rodada Série A. Com o investimento coliderado pelo Softbank e a Riverwood Capital a companhia passa a ser avaliada em R$1 bilhão.

🔸 A Trybe, escola de programação, acaba de receber R$145 milhões em sua rodada Série B liderada pela BasePartners, de Fernando Spnola, e pela gestora americana Untitled. Avaliada em R$1,3 bilhão, a startup segue o modelo de crédito para alunos que começam a pagar depois de estarem empregados na área ganhando mais de R$3.000 por mês.

🔸 O Favo, mercado de bairro digital voltado para a classe C, levantou R$141 milhões em sua rodada Série A liderada pela Tiger Global. O diferencial para o consumidor é que não há taxa de entrega, nem obrigação de compra mínima, além disso, os preços são até 15% mais baratos que o do supermercado digital.

🔸 O Traders Club anunciou um investimento de US$15 milhões via aquisição de notas conversíveis na 2TM, holding do Mercado Bitcoin. A ação tem como objetivo criar a maior comunidade de criptoativos da América Latina.

🔸 A Gabriel, startup de tecnologia de segurança pública, levantou R$66 milhões em sua rodada Série A liderada pelo Softbank. Atualmente a companhia atua com 1.500 câmeras no Rio de Janeiro, o que já equivale a uma infraestrutura 5x maior que a do Governo do Estado na capital.

🔸 A startup Zax, especializada em digitalizar vendas em atacados do Brasil ,levantou R$32 milhões em uma rodada liderada pelo fundo Atlantico. Hoje a empresa acumula mais de 900 vendedores que oferecem mais de 70.000 itens para 50.000 lojistas.

fusão e aquisição de empresas

🛍️E se tem dinheiro, tem M&A

🔸O Banco Pan anunciou a compra da Mosaico, dona do Buscapé e do Zoom. A transação representa um atalho para o banco na preparação do seu próprio marketplace.

🔸A Locaweb comprou a Squid, startup que conecta empresas com influenciadores, por R$180 milhões. A aquisição é a segunda maior da companhia e tem como objetivo o croos seliing da solução para os mais de 600 mil clientes, assim como a oferta de seus produtos para os influenciadores que estão virando empresas.

🔸A Dock anunciou a compra da BPP, empresa conhecida como Brasil Pré-Pagos que atua na oferta de infraestrutura por trás de produtos e serviços financeiros. O objetivo da compra é ganhar escala e eficiência.

🔸 O Modalmais adquiriu na última semana a LiveOn, startup especializada em BaaS. Esta é a sétima aquisição da companhia este ano, que no segundo trimestre teve um lucro líquido ajustado de R$45,9 milhões.

🔸 A Porto Seguro comprou 74,6% da Atar, fintech catarinense de BaaS. A aquisição tem como objetivo consolidar a participação da empresa em serviços financeiros.

🔸 A Ambar, startup que aumenta a eficiência dos canteiros de obras, adquiriu a Autodoc, empresa de SaaS, por R$76 milhões. A compra solidifica a estratégia de digitalização da construção civil.

mercado bitcoine criptomoedas

🔸 A Casa Branca irá reunir 30 países para planejar combate ao uso ilícito de criptomoedas. Joe Biden pretende acelerar a cooperação internacional de combate ao crime cibernético.

🔸 Deputado Federal Aureo Ribeiro revelou projeto de lei que visa regulamentação de criptomoedas no Brasil. A proposta deve ser apresentada na Câmara dos deputados nos próximos dias.

🔸 Banco Central do Uruguai estabeleceu um plano de trabalho para a regulamentação das criptomoedas e de empresas do setor. O avanço dos trabalhos deve ocorrer em 2022 já que agora se encontra na fase de diálogo com players do setor

🔸 Segundo relatório da ANBIMA, bitcoin e criptomoedas ajudaram a impulsionar o mercado de investimentos regulamentados no Brasil. Os fundos de investimento alcançaram recorde de captação líquida positiva de janeiro a setembro, totalizando mais de R$390 bilhões.

Com tantas novidades relevantes no universo de cripto não vá ficar de fora, comece a investir com quem mais entende do assunto, o Mercado Bitcoin, a maior plataforma de criptoativos da América Latina.